20 outubro 2012

Norte? Nordeste?



Minha ajudante é do Maranhão, de uma
cidade chamada Codó.
Ela me conta que viveram por muito tempo
na roça, onde não havia nada além dos muitos
filhos e da natureza, onde plantavam para comer

Morando em Goiás há cerca de um ano,
Antonia não lê nem escreve, mas tem muito
mais bagagem de vida que eu, e muitos
que se acham os donos da razão...  
e eu tenho aprendido muito, todos os dias!
 
"Filosofadas" à parte, vamos ao que interessa:

O prato de hoje, ela chama de BEJÚ, que nós do sudeste
chamamos de tapioca.



Seja o que for, é feito da farinha da macaxeira,
de onde tiram a farinha de puba, a tapioca o polvilho
dos deliciosos pães de queijo...

Aaaiiiiii...deu um nó na cabeça!!!
Meu Deus do céu, num mesmo país e tantas
variações de variedades.

Vou postar do jeito dela!
Vou continuar chamando "do meu jeito",
mas acima de tudo, agradecendo demais por
tê-la comigo, e poder aprender tanta coisa
de alguém realmente nativo!

De acordo com o Wikipédia:

Macaxeira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Macaxeira (Manihot utilissima), também conhecida como  
aipi, aipim, castelinha, uaipi, mandioca-doce,  
mandioca-mansa, maniva, maniveira e pão-de-pobre
é uma espécie de mandioca que pode ser utilizada
para alimento, tanto na forma cozida quanto 
na forma frita, sem o necessário preparo 
para retirada de ácido cianídrico, existente em grande
quantidade na espécie Manihot esculenta, 
a qual é conhecida como "mandioca" ou "mandioca-brava".

Mas sigamos em frente:

Queria que vocês vissem como é manipulada
o que ela chama de "massa" e, por isso, mesmo
sendo amadoríssima no assunto, eu fiz um destes
vídeos beeeeeeem caseiros, para vocês
chegarem mais pertinho de nós.



Feito isto, vamos levar a frigideira, bem quente.
Observe que a "massa" é salpicada sobre a frigideira,
de forma que crie uma camada relativamente fina,
cobrindo todo o fundo .  




Ela ajeita com a mão, girando o "bejú" .
Não pode dourar.
Quando a massa estiver unida e seca, vire o
outro lado, no mesmo procedimento.

obs* os pontinhos amarelos que se vê na massa
é do queijo parmesão ralado grosso, que foi adicionado
à massa, depois de passada na peneira.    


Massa solta, unida, retire da frigideira e passe camada
generosa de manteiga, ou leite condensado, geléia,
enfim, o recheio que quiser...eu fui só na manteiga!  


Enrole e saboreie!



  
  Agora é saborear!
 

7 comentários:

Janoka disse...

me deu água na boca.....

Janoka disse...

deu água na boca.... mas segunda feira eu mato a vontade.

Yaya Bretas disse...

Aqui na ilha tem uma lanchonete que faz uma tapioca da hora... eu achava que era dificílimo fazer em casa, mas voce provou que não. Amei!
bjkas

Criscleopatra! disse...

Parabéns , mostra cuccina

Anakoelho disse...

HUMMMMM DEU ÁGUA NA BOCA,TAPIOCA É TUDO DE BOM,COM RECHEIO DE FRANGO E
QUEIJO FICA DIVINO...

BOA NOITE,UMA SEMANA ABENÇOADA.

Bia Hain disse...

Nunca me arrisquei a fazer mas acho uma delícia, ainda mais quentinha...quem sabe agora, com o vídeo? Gosto daquelas com leite condensado e coco, hummmm...Um abraço!

cristal disse...

adorei a receita de tapioca, eu gosto é dela é de coco,acho uma delcia.